Nossos Parceiros

Investidores Sociais

Parceiros Institucionais

Fazemos Parte

A FOCO acredita na força da troca de conhecimentos, das articulações, da mobilização, da soma de recursos e esforços. Por isso, estimula e participa de espaços e estratégias que viabilizam tais práticas junto às organizações parceiras, instituições dos setores público, privado e sociedade civil.

Nesse sentido, participa de comitês, redes, associações e fóruns. São eles:

FIIMP – Fundações e Institutos de Impacto

A FIIMP – Fundações e Institutos de Impacto é um grupo formado por 22 fundações e institutos – familiares, corporativos e independentes – que se uniram em 2016 para aprender, acompanhar e conhecer os resultados de investimentos em negócios de impacto socioambiental, experimentando o uso de diferentes mecanismos financeiros.

CBVE

O CONSELHO BRASILEIRO DE VOLUNTARIADO EMPRESARIAL – CBVE é uma rede que reúne empresas, confederações, institutos e fundações empresariais. É independente, apartidário que, respeitando a diversidade, dirige suas atividades para a promoção e o desenvolvimento do voluntariado empresarial.

Bloco Brasil da RedE América

O Bloco Brasil iniciou sua atuação, em 2002, juntamente com a criação da RedEAmérica. Atualmente, é composto por nove membros: BRF, FOCO, Instituto Arcor Brasil, Instituto Holcim, Instituto Camargo Corrêa, Instituto InterCement, Instituto Lina Galvani, Instituto Votorantim e  Natura. Os membros do Bloco Brasil reúnem-se mensalmente para planejar e acompanhar suas atividades.

 

RedE América

RedEAmérica é uma rede temática que nasceu em 2002 com o apoio da Fundação Interamericana (IAF). Conta hoje com mais de 70 organizações de origem empresarial que fazem investimento social privado em 11 países da América Latina.
Sua estratégia consiste em fazer do Desenvolvimento de Base um elemento-chave na redução da pobreza, na inclusão e aprofundamento da democracia. A Rede articula esforços de fundações e organizações empresariais que estão interessadas em encontrar novas e melhores formas de investir seus recursos no desenvolvimento das comunidades.

A FOCO é uma das instituidoras da RedE América.

APF

A APF é uma entidade civil, sem finalidade econômica, constituída para defender os interesses institucionais, integrar e representar as fundações do Estado de São Paulo nas mais distintas e importantes áreas para o progresso brasileiro: Educação, Saúde, Ciência, Tecnologia, Assistência Social, Cultura, Pesquisa, Comunicação e Meio Ambiente, dentre outras. A entidade também colabora com outras unidades federativas. Foi fundada em 1998, por um grupo de executivos e dirigentes de fundações preocupados com a manutenção e desenvolvimento de suas instituições, que nem sempre são suficientemente apoiadas pelas políticas públicas e a legislação.

A FOCO passou a integrar a APF em 2014.

Atualmente a conselheira da FOCO, Rachel Coser é vice-presidente da APF

Fórum Permanente da Bacia do Rio Aribiri

O Fórum contribui para o desenvolvimento da região e colabora com o desenvolvimento sustentável e integração entre as comunidades. Considerado um espaço público e democrático, o encontro promove debates e discussões de ações ligadas à qualidade de vida dos moradores da região, com a participação da sociedade civil, do poder público e de empresas.

O Fórum é resultado da mobilização promovida pelo Programa VerdeVida com o apoio da FOCO.

FUNDAES

A Federação das Fundações e Associações do Espírito Santo – Fundaes é uma organização de direito privado, de fins não econômicos, cujo propósito é unir, congregar e fortalecer o Terceiro Setor no Estado do Espírito Santo e representar as Filiadas. A transparência, o comprometimento, o respeito e a ética são os valores que norteiam a Fundaes.

A FOCO é uma das instituidoras da FUNDAES.

Atualmente a coordenadora da FOCO, Ana Paula Soares de Carvalho, é conselheira da FUNDAES.

GIFE

O GIFE é uma organização sem fins lucrativos que reúne os principais investidores do país, sendo eles de origem empresarial, familiar, independente ou comunitária.
A Rede GIFE surgiu em 1995 e reúne hoje 130 associados. É marcada pela diversidade de seus investidores que, somados, investem por volta de R$ 2,4 bilhões por ano na área social, operando projetos próprios ou viabilizando os de terceiros.